Controlo Integrado de Pragas

Serviços Prestados

  • FORMAÇÃO:

 ⇒ Sensibilização em CIP (4 horas)
 ⇒ Formação no local de trabalho (2 horas)
 ⇒ Formação à medida (4/8 horas)

  • Auditorias com elaboração dos respectivos Relatórios

 ⇒ Diagnóstico
 ⇒ Implementação
 ⇒ Acompanhamento
 ⇒ Validação

  • Elaboração de Certificados de Tratamento
  • Elaboração do Dossier de Controlo de Pragas
  • Elaboração de Mapas de Estações de Isco
  • Insectocçadores (Comercialização e Manutenção)
  • Formação e Acções de Sensibilização em Controlo de Pragas

O Controlo Integrado de Pragas

O Controlo de Pragas é um conjunto de acções tomadas com o objectivo de manter em níveis satisfatórios ou erradicar por razões de sanidade, as pragas que atacam o homem e os seus bens, tratando-se de um problema de saúde publica.

O regulamento (CE) 852/2004 de 29 de Abril relativo a higiene dos géneros alimentícios, bem como o “Codex Alimentarius”, estabelecem a necessidade de todos os agentes económicos do sector alimentar implementarem programas para o Controlo de Pragas, sendo um dos Pré-requisitos do HACCP. No entanto devido aos prejuízos que podem causar, o Controlo de Pragas é aconselhado em todos os sectores, incluindo o doméstico.

As principais pragas são os ratos e ratazanas, as baratas, formigas, moscas, e pulgas, no entanto existem outras como as térmitas que podem causar graves prejuízos não só para a saúde como aos bens matérias.

As acções químicas (aplicações de insecticidas e rodenticidas) são complementadas pela utilização de barreiras físicas, armadilhas adesivas com ferromonas para monitorizações, armadilhas de colecta mecânica e armadilhas adesivas.

Pela especificidade que advém de estarmos a falar de seres vivos, o que torna as situações diferentes entre si, e obriga a uma abordagem, caso a caso das situações de pragas, e ainda, pela toxicidade de algumas das matérias-primas utilizadas (apesar de baixa), é importante que todas estas tarefas sejam efectuadas por técnicos especializados.